IFSC Europe - Continental Youth Cup (B) - Soure (POR) 2021

 

 

 

IFSC Europe - Continental Youth Cup (B) - Soure (POR) 2021

IMG 2634

A segunda e última prova da Taça da Europa de Escalada de Bloco de 2021 para os escalões jovens, decorreu em Soure, no passado fim-de-semana. Esta prova, que integra o calendário da International Federatation of Sport Climbing (IFSC) é a única prova internacional de escalada que se realiza na Península Ibérica, sendo o quinto ano consecutivo que se realiza em Portugal.

A competição contou com a participação de 199 atletas e 44 técnicos oriundos de 22 países, designadamente Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, República Checa, Dinamarca, Espanha, Finlândia, Alemanha, Grécia, Israel, Irlanda, Itália, Lituânia, Luxemburgo, Holanda, Polónia, Portugal, Eslovénia, Suíça, Eslováquia, Suécia e Ucrânia e ainda com a participação um júri internacional alemão, um júri português, dois equipadores polacos, uma italiana, um espanhol e dois portugueses.

A competição, considerada pelas várias comitivas presentes como a melhor prova do ano, teve um formato diferente do habitual, devido às restrições impostas pela pandemia sendo composta por duas fases, a fase de qualificação, no sistem 5x5, cinco blocos para escalar em cinco minutos com cinco minutos de repouso e a fase final, no sistema 4x5, quatro blocos em cinco minutos com cinco minutos de intervalo.

Os primeiros classificado de cada escalão foram.

Juniores - Davide Marco Colombo (ITA) e Lucija Tarkus (SLO)

Youth A (juvenis) - Emil Zimmermann (GER) e Sara Copar (SLO)

Youth B (Iniciados) - Gorazd Jurekovič (SLO) e Anna Bolius (AUT)

A participação portuguesa, apesar do empenho da FPME, dos clubes que a sustentam e do árduo trabalho efetuado pelos atletas, pautou-se por um modesto resultado. Isto é fruto de incongruência política, do facto de um Secretário de Estado atribuir ilegalmente o Estatuto de Utilidade Pública Desportiva a uma federção que não cumpre os requisitos para a ter. Federação esta que não pode apresentar atletas em competições internacionais por não ser reconhecida pela Federação Internacional (IFSC) que tutela a modalidde. A mesma federação que recebe dezenas de milhares de euros para o desenvolvimento da escalada, para as seleções nacionais, para a organização de competições mas que desaparecem sem que nada disso seja feito e sem que se saiba o destino dos ditos milhares.


VISITANTES

HojeHoje2449
OntemOntem1044
Este MêsEste Mês2449
TOTALTOTAL3919420

PARTNERS

Facebook Photo Albums

Inquérito - Atividades de Montanha no PNSE

FPME inquerito 01

Calendário de Atividades

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Próximos Eventos

Associações Filiadas

  • 100limites.png
  • Academico de Torres Vedras.jpg
  • ACERT_LOGO_branco_cores.jpg
  • ADA_desnivel.png
  • ADEB.png
  • AEGSampaio.jpg
  • Alto_Trilho.jpg
  • AMEA.jpg
  • Associacao dos Amigos da Serra da Estrela.png
  • CAAL.jpg
  • CALAG.jpg
  • CEBI.jpg
  • cem.jpg
  • cmff.png
  • CMGuarda.jpg
  • CM Seia.jpg
  • cnm.jpg
  • gardunhaviva.jpg
  • GCBragança.jpg
  • GEM.png
  • GM Vila Real.jpg
  • GPS-Sico.jpg
  • logo-celtas.png
  • logo_nesoure.jpg
  • NEMA-CEB.png
  • NES.jpg
  • NMEF-CDP.jpg
  • Nucleo_de_Montanha_de_Espinho.jpg
  • Raia_Aventura_2.jpg
  • Vertical.jpg